(Foto: Reprodução da Internet)

Carille revela vontade de ter destaque no Corinthians em 2020 e planeja conversa com a diretoria

​O técnico Fábio Carille já começa a fazer planos e a analisar os jogadores que quer ter no ​Corinthians em 2020. Nas próximas semanas, o comandante deve iniciar contatos com a diretoria e estabelecer prioridades. Ainda em 2019, a equipe busca se manter entre os primeiros colocados do Campeonato Brasileiro e visa, principalmente, o título da Copa Sul-Americana.

Já segue o Corinthians no Instagram? Clique aqui e faça parte da nossa torcida!

Uma destas prioridades de Carille para a a próxima temporada será manter no Timão o que vem dando certo. Diante deste cenário, o sistema defensivo tem sido elogiado - o time foi o que menos levou gols no Brasileirão, com 11 sofridos em 18 jogos. A dupla de zaga é formada atualmente por Gil, que retornou do futebol chinês, e Manoel, que está emprestado até o final do ano pelo Cruzeiro.

O defensor que pertence aos mineiros, inclusive, é uma das peças-chaves do técnico para 2020 e seu nome estará na pauta das reuniões com a diretoria alvinegra. "Estamos muito felizes com Manoel. Sobre 2020, tenho certeza que não vai demorar muito para a gente começar a falar", disse o comandante. Até o momento, o zagueiro tem 39 jogos em 2019, acumulando três gols marcados.



"Nós ainda não sentamos para falar dos planos de 2020. Mas Manoel esteve no setor que mais deu resultado no primeiro semestre, quando o Corinthians não estava jogando bem. A defesa soube suportar bem. O título paulista passa muito pelo que eles fizeram atrás, ele e Henrique. Organização defensiva. Quando o time passa a atacar mais, é normal que a defesa cresça. Quando você agride o rival, ele não chega tanto. É um atleta que vem se destacando", adicionou​ Carille, em entrevista ao Globoesporte.com.



Apesar do desejo externado do técnico e da vontade do próprio jogador, que está adaptado ao clube e animado com os planos do técnico, a negociação não deve ser fácil. O Cruzeiro ainda paga 30% do salário de Manoel, considerado, em sua totalidade, alto. Caso retorne para Belo Horizonte, a partir do meio do ano que vem, seis meses antes do encerramento de seu contrato com os mineiros, o defensor poderá assinar um pré-contrato com outro time.



90min