(Foto: Reprodução da Internet)

Rui Costa explica contratação "responsável" e confirma retorno de dupla ao Galo em 2020

​Enquanto o técnico Rodrigo Santana (foto) prepara a equipe para encarar o Botafogo, no final de semana, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro, o ​Atlético-MG acertou uma contratação na tarde desta terça-feira (3). Por conta dos problemas com lesões, a diretoria corre contra o tempo para regularizar o atleta junto à CBF e colocar o novo reforço em campo no final de semana.

Já segue o Atlético-MG no Instagram? Clique aqui e faça parte da nossa torcida!

Em entrevista coletiva na Cidade do Galo, o diretor de futebol Rui Costa explicou à torcida a chegada de Wilson. O experiente goleiro, que estava no Coritiba, suprirá a carência de goleiros no elenco e terá um contrato curto e emergencial. "Ele manifestou vontade de vir ao Atlético. Tem qualidades para preencher a lacuna. Atendeu o pedido de que o contrato fosse exclusivamente de quatro meses. Dificilmente você conseguiria trazer um goleiro deste nível neste tempo de contrato", disse.

Diante do Botafogo, o titular Victor não estará em campo e o Galo também não poderá contar com Cleiton, convocado para a Seleção Olímpica, Uilson e Michael. "O Victor tem uma tendinite. Limitação severa. Ele vem fazendo protocolo diário, quase três turnos, de ir para o campo. Ele vai para campo, aumenta a intensidade do treino, e sente a dor de novo", relatou Rui Costa.



"Essa dor é limitado de todo o trabalho que ele tem que fazer para voltar a se condicionar para voltar a ser o goleiro do Atlético que ele é (...) O Victor vai precisar fazer cirurgia? Não. A situação que o Victor enfrenta hoje com muita dedicação e profissionalismo não é de intervenção cirúrgica, segundo nossos médicos. Portanto, assim que o Victor tiver condições de treinar em alto nível, como se exige de um goleiro de Série A e de um goleiro do nível do Victor, ele volta a jogar futebol”, adicionou o diretor.



Dupla só volta em 2020



Lesionados, os dois jogadores que seriam opções para as vagas de Victor e Cleiton não atuam mais em 2019. “Uilson não joga futebol este ano. Só estará pronto para jogar futebol no ano que vem. Michael só estará apto a jogar futebol ano que vem. O Cleiton está sendo convocado e tudo indica, pelas informações que temos, que essas convocações vão ser uma regra. E o Victor vem num processo de transição numa tentativa de voltar em alto nível já há quase 35 dias”, revelou o dirigente.

90min